Mudar perceções com a comunicação

Mudar perceções com a comunicação

Dizer que a comunicação é importante em qualquer contexto organizacional é quase redutor quando falamos do quão primordial pode ser na vida das empresas e das organizações.

É importante, por isso, perceber como é que a sua marca ou negócio são percecionados no mercado e também ter a consciência de que a forma como comunica pode impactar, positiva ou negativamente, a forma como o seu consumidor – e também os seus colaboradores, parceiros, fornecedores – o perceciona.

Existem várias formas de comunicar e todas elas vão ter um impacto diferente na forma como a sua marca é percecionada. Vamos então falar sobre cada uma delas e sobre o papel diferente de cada uma no impacto que causa nos seus públicos.

1. Branding

Saber exatamente como quer mostrar-se ao mundo começa, em primeiro lugar, por definir algumas questões internas cruciais. Quem é a minha marca, qual a sua missão e valores, como é que ela fala, qual é o logo, o claim. Ter este posicionamento ajudá-lo-á e muito a construir uma perceção positiva sobre o seu negócio. Para saber mais sobre a importância do branding para as marcas clique aqui. Mas de que forma é que estes elementos podem contribuir para a reputação das marcas? É simples: ter uma identidade, gráfica e não só, ajuda a compor a visão externa e interna que a sua marca transmite ao público. É, por isso, muito importante, que tenha todos estes pontos alinhados, sob pena de passar a ideia errada, de que a sua marca é incoerente, ou de que diz uma coisa e faz/mostra outra.

2. Promoção off-line

Uma abordagem que pode parecer mais agressiva, mas que não deixa de ser importante, mediante o tipo de negócio de que estejamos a falar. Se quer publicitar a sua empresa ou serviços, escolha os canais que melhor se adequam. No caso da publicidade off-line, são inúmeras as possibilidades:

  • Outdoors, mupis, folhetos, merchandising;
  • Lojas pop-up – uma boa opção para marcas que não têm lojas físicas, dando a oportunidade aos seus consumidores para verem, ao vivo e a cores, os seus produtos, sentirem a essência da sua marca, e criarem uma relação de maior proximidade. A fugacidade das lojas pop-up traz, ainda, a vantagem da urgência de o consumidor querer ver logo aquilo que está a acontecer;
  • Media tradicionais – que é como quem diz fazer publicidade em jornais, revistas, televisão e rádio. Estas últimas duas opções podem sair mais caras, mas a amplitude de onde chega a sua mensagem é muito maior. É uma opção comummente utilizada por grandes marcas do retalho, cujo público-alvo é menos diferenciado e é, por isso, uma forma de chegar a mais pessoas. A desvantagem é que não é possível mensurar de forma concreta o alcance da campamnha.

3. Canais digitais externos

Aqui, entram todas as formas de comunicação que você pode ter com o seu público online, nomeadamente:

  • Website – tenha uma página apelativa, com toda a informação que o seu consumidor possa vir a precisar para tomar uma decisão informada, especialmente contactos atualizados, é crucial para que encontrem o seu negócio e consigam ter uma boa experiência quando resolverem contactá-lo ou comprar algum produto na sua loja online;
  • Redes Sociais – a sua marca não tem de estar presente em todas as redes sociais. Tem, isso sim, de perceber onde é que está o seu público-alvo e apostar nessas mesmas redes para iniciar uma conversação com clientes e potenciais clientes. Pode ser um desafio, mas quando bem feito acaba por ser bastante recompensador, não só para a marca, mas também para o consumidor, que percebe que os seus comentários são ouvidos;
  • Email marketing – uma ferramenta poderosa para fidelizar os seus clientes, especialmente no caso de ter um negócio de e-commerce. Se for esse o caso, poderá utilizar o envio de newsletters para comunicar promoções, campanhas especiais na compra de determinado artigo, ou mesmo oferecer descontos de aniversário aos seus clientes;
  • Blog – Há vários tipos de blog e a escolha recairá mediante o tipo seu de negócio: se for um negócio mais corporativo, pode optar por um blog mais técnico e corporativo; se for um negócio virado para a venda de algum produto ao consumidor final, pode optar por um blog mais inspiracional ou de lifestyle. O importante é perceber que esta também é uma ferramenta importante para fidelizar o seu público e mostrar que é um expert na matéria;
  • Publicidade online – sim, cada vez é mais importante apostar em campanhas pagas online, de forma a destacar-se da sua concorrência, seja nas redes sociais, em Google Ads, ou em meios de comunicação social. Veja aqui as melhores estratégias digitais para promover o seu negócio.

4. Canais internos

É importante nunca descurar a comunicação interna. Afinal, os seus trabalhadores serão sempre os seus melhores publicitários. Por isso, não se esqueça de comunicar com eles regulamente, seja via email, através da marcação de convívios – mesmo que sejam online, tendo em conta os tempos que vivemos – ou outra forma que encontre de se relacionar com a sua equipa e de a manter ao lado da empresa.

5. Media

Não menos importante é saber comunicar com os meios de comunicação social. Já abordámos várias vezes a importância de ter uma agência que faça a assessoria de imprensa da sua marca ou negócio e que passe a mensagem que quer transmitir aos media da forma mais simples e clara possível. Isto irá ajudá-lo a ganhar credibilidade junto de um público mais alargado.

6. Eventos

Bem sabemos que os tempos que correm não são propriamente amigos dos eventos presenciais, mas, garantindo todas as medidas de segurança e higiene, é possível fazê-los acontecer. É também possível que tenha de adaptar um pouco do conceito que tinha previsto para o seu evento, torná-lo totalmente digital ou mesmo num evento híbrido. Se não veja-se o caso da Web Summit, que este ano terá uma componente online e outra presencial.

Em suma, mudar perceções com a comunicação não tem só que ver com os canais que usa para o fazer, mas também com a forma que usa para que a mensagem chegue ao seu destinatário final. Lembre-se: tudo o que faz para fora terá impacto em alguém e esse será difícil de controlar – mas mais fácil se tornará se tiver a sua comunicação integrada e coerente.

Curioso para saber mais sobre as maravilhas da comunicação? Não deixe de contactar-nos!

Até breve! 😊

Rita Justo, press officer e content curator na Media em Movimento

Fontes:

Shiptimize

A importância da Comunicação no contexto empresarial

Canaltech

O impacto das redes sociais no relacionamento entre marcas e consumidores

Tudo sobre eCommerce