Falo, logo existo: saiba o que é o marketing de conteúdo

Falo, logo existo: saiba o que é o marketing de conteúdo

A expressão não é nova, mas só mais recentemente começou a ganhar a atenção das marcas e das empresas. A base é esta: se quer que o seu negócio chegue ao seu público, terá de criar conteúdo relevante para que o seu público o percecione como especialista. Assim nasce o marketing de conteúdo.

Mas o que é, então, o marketing de conteúdo, e como posso então criar uma estratégia de conteúdo para o meu negócio?

Nas palavras da maioria dos marketeers, marketing de conteúdo, ou content marketing em inglês, é a arte de produzir conteúdos que sejam relevantes para o nosso público-alvo.

Isto vai:

  • Chamar a atenção do seu público-alvo e potenciais clientes;
  • Acrescentar valor a quem o lê;
  • Gerar tráfego para os seus canais próprios (owned media);
  • Fazer com que seja percecionado como especialista na matéria;
  • Logo, melhorar a sua reputação, online e offline;
  • Logo, aumentar as suas probabilidades de fazer negócio.

No digital, este conteúdo pode ser em texto, imagem ou vídeo, o que quiser – desde que seja considerado de interesse para o seu público-alvo. É importante, por isso, estar atento às tendências e transformar os tópicos quentes em oportunidades.

A título de exemplo, uma farmácia que queira destacar-se das demais no contexto em que nos encontramos – de pandemia de Covid-19 – tirará vantagem se divulgar conteúdo sobre a correta utilização de máscaras, lavagem das mãos, quais os alimentos que podem ajudar a população a manter a sua imunidade alta, dicas para evitar ataques de ansiedade, entre outros. Já um escritório de advogados poderá tirar partido se promover webinars ou ebooks sobre as medidas de apoio do Governo a que as empresas poderão ter acesso no contexto da pandemia.

Como posso divulgar o meu conteúdo?

Há várias estratégias para a divulgação do seu conteúdo online, tudo depende do público-alvo a que queira chegar e da forma como se relaciona com ele. Das redes sociais à criação de um blog, a escolha da plataforma certa para comunicar é crucial para passar a sua mensagem da melhor forma.

Dando mais um exemplo, se vende ténis desportivos e quer chegar a um público mais jovem poderá fazer sentido ter um canal YouTube, uma conta de Instagram ou até mesmo da rede social do momento, o Tik Tok, fazer parcerias com alguns influenciadores seguidos por estas camadas mais jovens, etecetera. Se, por outro lado, tem um negócio mais corporativo, pode apostar num blogue no site da sua empresa, ou mesmo num grupo de Linkedin para divulgação dos seus conteúdos.

Pode, ainda, disponibilizar tutoriais em vídeo, webinars, ebooks online, tudo o que acrescente valor ao seu cliente ou potencial cliente.

Crie uma estratégia de email marketing para chamar a atenção dos seus subscritores para o conteúdo que está a divulgar e aproveite para ‘presentear’ aqueles que lhe dão atenção – se os seus seguidores descarregaram o seu ebook mediante registo, pegue nesses seguidores e ofereça-lhes mais conteúdo exclusivo, descontos, consultoria, ou o que fizer sentido para a sua área de atividade.

É importante ter noção que também aqui está em causa a jornada que o consumidor vai fazer:

  • Prospeção – altura em que o potencial cliente apenas procura por informação online, artigos de blogs, etecetera, e encontra informação sobre o seu produto;
  • Consideração – altura em que o potencial cliente, depois de o conhecer, compara o seu produto a outro, lê mais críticas sobre si, vê demonstrações online do produto e finalmente
  • Toma a decisão – contacta-o ou compra o produto.

Também aqui estamos a falar de um funil, em que a fase de prospeção é sempre mais abrangente e vai afunilando à medida que chegamos à altura de tomar uma decisão.

Parte da estratégia de marketing de conteúdo passa também pelas campanhas pagas (paid media), devendo definir uma estratégia das melhores plataformas (online e offiline) em que deve investir.

E, claro, tenha uma estratégia de conteúdo para a imprensa, de forma a conseguir resultados noticiosos que posicionem a sua marca ou o seu negócio como um especialista na matéria.

Não se esqueça de contar a sua história

Ter uma boa estratégia de marketing de conteúdo é saber, essencialmente, que deve ter sempre em mente a necessidade de contar uma boa história – quanto mais autêntica melhor.

Vejamos o caso de Cristina Ferreira, possivelmente o caso mais bem-sucedido de marketing de conteúdo em Portugal e que faz com que a apresentadora, blogger, dona de revista, empresária e empreendedora – e por aí fora… – seja hoje percecionada como uma das maiores influenciadoras do país.

E de monitorizar os resultados

Por fim, não se esqueça de monitorizar os resultados do seu conteúdo e das suas campanhas. Só conhecendo a performance do seu conteúdo e a forma como as pessoas estão a interagir com ele poderá tomar melhores decisões para aprimorar a sua estratégia futura.

Pronto para impactar os seus seguidores com uma estratégia de marketing de conteúdo cinco estrelas?

Rita Justo, press officer na Media em Movimento

Fontes