Facebook – O primeiro contacto com a plataforma

Facebook – O primeiro contacto com a plataforma

Olá, caro leitor! Espero que esteja bem. Trago-lhe um assunto um pouco antigo, mas que continua atual. De acordo com uma pesquisa feita pelo statista, o Facebook é a rede social com mais utilizadores em todo o mundo – até parece uma piada se tivermos em conta que a plataforma foi criada em 2003 e, antes que eu me esqueça, que o seu nome inicial era Facemash. Mas porque devemos olhar mais a fundo para esta rede social? Antes de começarmos a falar sobre estratégias e como obter resultados de sucesso, vamos falar-lhe um pouco sobre o Facebook, afinal, o tempo dos encontros às cegas já passou.

Como dito anteriormente, o Facesmah, atual Facebook, foi criado no final de 2003 por estudantes do segundo ano da Universidade de Harvard. São eles:: Mark Zuckerberg (aposto que já está familiarizado com este nome, não?), Chris Hughes, Dustin Moskovitz e Eduardo Saverin.

A ideia era fazer um site em que os alunos pudessem escolher as raparigas mais bonitas da universidade. A escolha era feita através de fotografias que eram recolhidas a partir do sistema de segurança da universidade. Felizmente, os executivos de Harvard deitaram o site abaixo, por violação de privacidade. Contudo, não demorou muito para que Mark Zuckerberg começasse a desenvolver uma outra plataforma cujo principal objetivo era criar laços de amizade virtuais e que pudesse integrar estudantes de outras universidades. Essa rede chamava-se Thefacebook. No ano de 2005, o nome TheFacebook acaba por desaparecer, dando espaço para o surgimento do nome que hoje conhecemos, Facebook. A mudança aconteceu depois de Sean Parker, conselheiro de Zuckerberg, sugerir a troca de nome. Assim, no verão de 2005 nascia o famoso Facebook.

No ano seguinte, o acesso a plataforma, que antes apenas podia ser feito por alunos de universidades, passou a ser possível para os alunos do ensino secundário e trabalhadores de empresas. Não demorou muito para que o Facebook aceitasse qualquer pessoa desde que tivesse mais do que 13 anos e fornecesse: nome, apelido, e-mail, data de nascimento e género.

Factos curiosos sobre a plataforma: no ano de 2011, o Facebook tornou-se no maior servidor de fotografias do mundo e o número de utilizadores pelo telemóvel já ultrapassava a casa dos 350 milhões! A tendência foi sempre de crescimento e, no final de 2018, estima-se que a plataforma tenha ultrapassado os 2,27 mil milhões de utilizadores!

Como já era de esperar, as pessoas foram deixando de utilizar esta rede social como forma de manter uma rede de amigos e passaram a utilizá-la como uma forma de divulgar os seus projetos, as suas empresas e marcas.

A plataforma disponibiliza vários recursos que fazem com que a experiência do utilizador seja a mais divertida e completa possível suas atualizações ao site são praticamente diárias.  Vamos, então, falar mais a fundo sobre estes recursos.

  • Personalização:

Quando o utilizador acaba de criar a sua página pessoal, o mesmo pode personalizá-la da forma que mais lhe agrada, por exemplo, com uma foto de perfil. Como disse no início do artigo, o tempo dos encontros às cegas já passou, por isso, se quer adicionar um amigo é sempre bom ter uma fotografia para que o mesmo consiga reconhecê-lo, não é verdade?

E caso queira criar uma página para o seu negócio o processo é o mesmo. Contudo, em vez de colocar uma foto sua, deverá adicionar a identidade visual da sua marca.

  • Partilha de conteúdo:

O leitor estava a passear pelo feed do Facebook e viu um artigo muito interessante que um amigo seu tinha publicado e sentiu a necessidade de partilhar com os seus amigos facebookianos … Pois bem, este é um dos melhores recursos desta rede social, pois permite uma interação entre os utilizadores: o que você partilhou hoje, pode ser partilhado amanhã por um amigo seu e depois por outro amigo dele e por aí fora. É uma excelente maneira de partilhar experiências, artigos, notícias, fotografias, vídeos. Pode, ainda, deixar comentários sobre os conteúdos partilhados, o que acaba por gerar uma interação maior ainda entra os utilizadores, deixando a experiência do utilizador mais dinâmica.

  • Fazer/adicionar amigos:

Chegamos ao principal motivo da criação da plataforma – bem, vamos partir do princípio de que o Facemash não foi criado para fazer amigos, mas sim para avaliar pessoas. O que fez com que esta rede social se tornasse um sucesso tão rapidamente foi o facto de as pessoas poderem adicionar outros utilizadores em todo o mundo, independente da idade, género ou país.

  • Gostos nas páginas:

Tem interesse numa página específica e não quer perder nada sobre aquela mesma página? Simples: clique na opção “Gosto” que aparece logo no meio do ecrã. Consegue perceber como tudo faz sentido no Facebook? Esta rede social não serve apenas para fazer amigos, podemos interagir diretamente com uma página de uma marca/negócio. Além disso, no seu perfil aparecem as páginas nas quais deixou o seu “gosto”, por isso, os seus amigos conseguem identificá-las e, se for o caso, podem “gostar” delas também.

  • Chat:

Antes de falarmos sobre o chat, tenho uma pergunta para os leitores com mais experiência de vida: lembram-se da plataforma de mensagens que surgiu no início dos anos 2000 e que se chamava MSN? Pois bem, este recurso do Facebook é semelhante ao que utilizávamos nessa época.

O chat do Facebook, que atualmente também se chama Messenger, é a forma mais rápida de podermos entrar em contacto com os nossos amigos ou com alguma marca. Sim, este recurso permite que um utilizador possa enviar uma mensagem para uma página de uma marca. Aqui, podemos fazer partilha de fotografias, áudios, vídeos e inclusivamente fazer videochamadas, já viu? Como as coisas evoluíram…

  • Aplicações:

As aplicações que a plataforma disponibiliza aos seus utilizadores vão desde jogos, testes, jogos online, todas elas são integradas na página do utilizador. Esta foi mais uma forma de manter uma interação entre os utilizadores na página. Assim, podemos perceber que a grande diferença desta rede social é a interação entre utilizadores. Relembro que esta foi uma das primeiras redes sociais que gerava uma interação entre pessoas de todo o mundo ao mesmo tempo.

  • Grupos e eventos:

É quase que mandatória a criação de eventos no Facebook Se tiver uma marca e quiser lançar um novo produto, ou até se tiver uma página pessoal e for dar uma festa. Ao criar um evento, está a facilitar a possibilidade de outras pessoas poderem participar e a fazer a própria divulgação do seu evento.

Já a criação de um grupo facilita a troca de informação sobre um tema específico entre os utilizadores. Hoje, é possível encontrar grupos sobre os mais variados temas.

  • Anúncios:

Chegamos no tema que muitos estavam à espera, mas vamos devagar, speed racer, vamos ter um artigo só sobre esta questão (por isso, continue a acompanhar-nos para saber quando). Por agora, vamos fazer apenas um pequeno resumo sobre esta funcionalidade.

Qualquer pessoa com uma conta nesta rede social pode criar um anúncio pago no Facebook.O intuito é sempre atingir públicos específicos. Com a ajuda destes anúncios, é possível impulsionar as vendas do seu negócio, divulgar a sua empresa, o seu evento, entre outros. Existe sempre um orçamento mínimo que é sempre calculado pelo Facebook consoante os objetivos da campanha e do budget que tiver disponível, mas regra geral o utilizador determina os valores que quer gastar e, caso queira, pode sempre alterar esses valores.

Bom, esta foi a nossa introdução à rede social com mais utilizadores no mundo. Além de ter-se tornado numa das mais importantes para o mundo digital, aqui, podemos encontrar todas as pessoas e praticamente todas as marcas.  Não se preocupe, teremos mais artigos sobre o Facebook. Por agora, convido-o continuar a acompanhar-nos e, claro, se alguma dúvida, não hesite em entrar em contacto connosco! 😊

P.S.: Aqui vai uma curiosidade para os nossos seguidores – veem como pensamos sempre em vocês? A cor azul (que predomina no site do Facebook) foi escolhida por Mark Zuckerberg por ser daltónico e, para ele, o azul é a cor que consegue ver melhor.

P.S.2.:  Se ficou curioso para saber mais sobre a criação do Facebook, pode ver o filme “A Rede Social”, que fala sobre a trajetória do fundador e dos seus restantes companheiros de projeto.

Fontes:

Rock Content: Facebook: tudo sobre a rede social mais usada do mundo!

Conceitos – Facebook – Conceito, o que é, Significado

Influu: O que é Facebook?

Tek: Facebook já ultrapassou os 2,27 mil milhões de utilizadores mas o ritmo de crescimento abrandou.

Tecmundo: A história do Facebook, a maior rede social do mundo [vídeo]

Rock Content: Quem inventou o Facebook? Conheça a trajetória de Mark Zuckerberg

O Globo: A origem do Facebook

Oficina da net: AS 10 maiores redes sociais de 2020

Statista: Most popular social networks worldwide as of April 2020, ranked by number of active users